Última hora
This content is not available in your region

UE deve ver Nobel como alerta contra populismo

UE deve ver Nobel como alerta contra populismo
Tamanho do texto Aa Aa

Foi com júbilo que as instituições da União Europeia receberam a notícia da atribuição do Nobel da Paz. Mas nas ruas de Bruxelas há um sentimento misto, a que não será alheia a crise na zona euro, com desemprego galopante.

“Penso que foi bom darem este prémio num momento de crise, porque quando tudo corre bem há uma certa tendência para a inércia”, disse um dos habitantes de Bruxelas ouvido pela euronews.

“Não representa o espírito do Nobel, porque estamos acostumados a que seja dado a uma pessoa que corre riscos. Mas na União Europeia há demasiadas zonas obscuras para merecer este destaque”, foi a opinião de outro traseunte.

Depois de 60 anos de paz e prosperidade, vive-se uma das crises mais difíceis e que fez aumentar casos de populismo e intolerância que não devem ser descurados, segundo o analista da Fundação Robert Schuman.

“O populismo é atualmente uma grande ameaça para este modelo europeu que visa maior integração, criar condições para viver melhor em conjunto e, como tal, podemos pensar que o Comité Nobel tentou dizer que se deve dar atenção a este populismo e aos riscos que coloca, para que não se ponha em causa o que levou tanto tempo a construir”, disse Charles de Marcilly.

“A questão agora é saber quem vai receber em mãos o Premio Nobel da Paz”, realça a correspondente da euronews em Bruxelas, Audrey Tilve. “É mais um teste à muito valorizada unidade europeia”, acrescentou.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.