Última hora
This content is not available in your region

Chineses protestam contra unidade petroquímica

Chineses protestam contra unidade petroquímica
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de um milhar de pessoas envolveu-se em confrontos com a polícia durante uma manifestação, na cidade portuária de Ningbo, na China.

Os manifestantes protestavam contra o projeto de alargamento de uma unidade petroquímica, pertencente à companhia pública chinesa, China Petroleum and Chemical Corporation. Alguns manifestantes atacaram agentes e carros das forças policiais.

Os protestos, que denunciam a degradação do ambiente provocado pelo rápido desenvolvimento económico da China, surgem a pouco mais de uma semana do início do congresso nacional comunista.

A contestação à degradação do ambiente tem vindo a crescer na China. Em Julho passado, o projeto de construção de um oleoduto de resíduos industriais foi cancelado após a ocupação de um edifício do governo por defensores do ambiente, no leste do país.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.