A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

China: Protestos levam à suspensão de projeto petroquímico em Ningbo

China: Protestos levam à suspensão de projeto petroquímico em Ningbo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos na cidade chinesa de Ningbo deram resultado, pelo menos por agora. Desde há uma semana que os residentes se manifestavam contra a expansão de um complexo petroquímico devido ao receio do impacto nocivo sobre o ambiente. As autoridades anunciaram a suspensão do projeto e a realização de “um debate científico”. O congresso do Partido Comunista Chinês começa no dia 8 de novembro durante o qual o país vai mudar de equipa dirigente. O poder quer manter controladas as convulsões sociais e demonstrar que sabe escutar as aspirações do povo.

A maior companhia de refinação de petróleo do país pretendia construir uma unidade de paraxileno, que é utilizado na fabricação do poliéster. Mas os habitantes de Ningbo alegam que o paraxileno é cancerígeno. Em agosto as autoridades tinham também suspendido os planos de construção uma unidade semelhante no porto de Dalian.