A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ucrânia: Iulia Timochenko denuncia "fraude eleitoral" com greve de fome

Ucrânia: Iulia Timochenko denuncia "fraude eleitoral" com greve de fome
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em protesto contra o que considera ser uma “fraude eleitoral” nas legislativas de domingo, Iulia Timochenko iniciou uma greve de fome.

Mesmo atrás das grades, a antiga primeira-ministra ucraniana prossegue a luta e diz que não vai ingerir qualquer alimento além da água.

Numa declaração lida por Serhiy Vlasenko, advogado de Timochenko, a grande rival do presidente ucraniano apelou à mobilização: “Se estivesse convosco agora e tivesse uma oportunidade de agir livremente, sem sombra de dúvida, faria um apelo para que protagonizassem uma ação de desobediência civil de forma indefinida. Juntos mostraríamos a estes falsificadores qual o lugar deles, como fizemos muitas vezes no passado.”

Figura da oposição na Ucrânia e antiga-primeira-ministra, Iulia Timochenko, cumpre uma pena de sete anos de prisão por alegado abuso de poder durante o mandato.

Muitos veem esta sentença como uma vingança política do presidente Viktor Ianukovitch.