Última hora

Nações Unidas alertam para possíveis "crimes de guerra" cometidos por rebeldes

Nações Unidas alertam para possíveis "crimes de guerra" cometidos por rebeldes
Tamanho do texto Aa Aa

A autenticidade de um vídeo divulgado pelas forças sírias da oposição ainda está a ser verificada, mas o conteúdo violento já mereceu a condenação da Amnistia Internacional e das Nações Unidas, que falam em possíveis “crimes de guerra”.

As imagens, difundidas quinta-feira, parecem mostrar combatentes da oposição a agredir uma dezena de soldados feridos, antes de os alinharem no solo e os executarem. Ao mesmo tempo humilham-nos descrevendo-os como “cães das Chabbihas”, as milícias pró-regime.

O Alto Comissariado das Nações Unidas diz que as imagens poderão vir a ser usadas como provas de acusação de “crimes de guerra”.

“Infelizmente esta pode ser apenas a última de um conjunto de execuções sumárias documentadas por fações da oposição, mas também por forças governamentais e grupos afiliados como a Chabbiha”, disse o porta-voz do Alto Comissariado para as Nações Unidas, Rupert Colville.

Nenhum grupo reclamou, até agora, a autoria das execuções, mas algumas fontes apontam para os islamistas da Frente al-Nusra.

Na quinta-feira, pelo menos 28 soldados sírios foram mortos em combate ou executados depois de ataques dos rebeldes a três postos de controlo no noroeste da Síria.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.