Última hora
This content is not available in your region

Sharp admite que pode não sobreviver aos prejuízos acumulados

Sharp admite que pode não sobreviver aos prejuízos acumulados
Tamanho do texto Aa Aa

A empresa japonesa de eletrónica Sharp viu as suas ações cairem ainda mais depois de ter alertado que poderá não sobreviver aos prejuízos acumulados.

A agência Fitch também cortou o rating da empresa para o nível lixo, face às projeções da Sharp de prejuízos líquidos de 450 mil milhões de iénes, ou seja, mais de 4 mil milhões de euros.

A empresa, cuja monitores são usados ​​em iPads e iPhones da Apple, alegou problemas com fornecedores e quebra da procura no Japão e China.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.