A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia: Medvedev defende Pussy Riot

Rússia: Medvedev defende Pussy Riot
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Dmitry Medvedev considera que as duas jovens do grupo Pussy Riot, condenadas pela oração contra Vladimir Putin, não deviam estar presas e acrescenta, que “se fosse juiz não as tinha condenado”. Os advogados consideram que em vez deste tipo de declarações, o primeiro-ministro russo deveria certificar-se se elas gozam de condições normais de detenção.