Última hora
This content is not available in your region

Paquistão corta rede de telemóveis para evitar mais atentados

Paquistão corta rede de telemóveis para evitar mais atentados
Tamanho do texto Aa Aa

O governo do Paquistão decidiu cortar a rede de telemóveis nas principais cidades do país para evitar mais atentados neste fim de semana em que termina o Muharram – as celebrações xiitas do primeiro mês do calendário muçulmano.

A polícia está em alerta máximo na capital Islamabad, como em Quetta ou em Carachi para onde foram destacados 5000 mil agentes da autoridade para tentar impedir atentados de militantes sunitas.

O ministro da Administração Interna paquistanês justificou a decisão de cortar a rede de telefones móveis pelo facto de, entre as cerca de 470 explosões registadas nas últimas duas semanas, “mais de 90% das bombas” terem sido “detonadas com telemóveis”.

Só esta semana, pelo menos 35 pessoas foram mortas nas procissões do Muharram, em que os xiitas assinalam a morte do neto do profeta Maomé e outros membros da sua família na batalha de Kerbala.