Última hora

Última hora

Bruxelas aprova ajuda a bancos espanhóis

Em leitura:

Bruxelas aprova ajuda a bancos espanhóis

Bruxelas aprova ajuda a bancos espanhóis
Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia avança com o maior resgate do sistema bancário europeu desde 2007. Bruxelas aprovou, esta quarta-feira, os planos de reestruturação de quatro bancos espanhóis nacionalizados.

Mas Bankia, Catalunya Banc, NovaGalicia Banco e Banco de Valência têm reduzir o tamanho em 60%, suprimir empregos, fechar sucursais e concentrar-se nas atividades de banco de retalho.

O comissário europeu para a Concorrência, Joaquin Almunia, anunciou a decisão e o pagamento da ajuda do Mecanismo Europeu de Estabilidade: “O montante total é de 37 mil milhões de euros. Isso significa que estes bancos serão de novo viáveis a médio e longo prazo, sem precisar de novas ajudas públicas”

Bankia vai receber 18 dos 37 mil milhões de euros. Catalunya Banc receberá nove mil milhões. NovaGalicia Banco contará com 5,5 mil milhões e o Banco de Valência com 4,5 mil milhões de euros, apesar de ter sido vendido à CaixaBank.

Pouco depois da luz verde de Bruxelas, o Bankia anunciou que que vai suprimir seis mil postos de trabalho e reduzir em 39% o número de sucursais. A estes juntam-se mais três mil postos de trabalho suprimidos no NovaGalicia e no Catalunya Banc.

Os planos de reestruturação obrigam ainda a impor perdas, de dez mil milhões de euros, a acionistas e titulares de preferentes e dívida subordinada, ou seja, a milhares de clientes particulares.