A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tornado ataca fábrica da ILVA em Taranto

Tornado ataca fábrica da ILVA em Taranto
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma desgraça nunca vem só para a siderúrgica italiana ILVA.

Depois do tribunal ter obrigado a fábrica de Taranto a parar de produzir, por culpa da poluição, agora foi um tornado a atacar essa mesma fábrica.

A tempestade deixou 20 operários feridos. A fábrica continua a funcionar, apesar de ter parado a produção, e ameaça fechar definitivamente.

A siderúrgica é acusada de causar a poluição por detrás de um nível anormal de ocorrências de cancro na região.

O tornado pode acelerar o fecho da fábrica. Deitou abaixo uma chaminé e um guindaste. Várias instalações ficaram destruídas. Há um operário que continua desaparecido.

Neste momento, a ILVA emprega 12.000 pessoas e dá emprego, indiretamente, a outras 8.000. Empregos postos em perigo pelo iminente fecho da fábrica, numa região já muito afetada pelo desemprego.

Além das instalações da ILVA, o tornado deixou um rasto de destruição em toda a cidade de Taranto, perto de Bari, no sul do país. O mau tempo está a fazer estragos por toda a Itália.