Última hora

Uma hemorragia está na origem do prognóstico reservado de Chávez

Uma hemorragia está na origem do prognóstico reservado de Chávez
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Entre as orações e a espera, cada um à sua maneira, os venezuelanos vivem na expetativa de saber o que vai acontecer a Hugo Chávez. Pela primeira vez, o discurso oficial já não é de otimismo, até porque, pela primeira vez também, foram divulgados detalhes sobre a intervenção cirúrgica a que se submeteu o presidente, a quarta no espaço de um ano e meio.

Ernesto Villegas, ministro da Informação, revelou que “o processo de recuperação vai demorar devido à complexidade da situação. E também porque surgiram complicações durante a operação. Houve uma hemorragia que só foi controlada com outras medidas interventivas”.

O vice-presidente Nicolas Maduro já veio prevenir para os “dias difíceis” que se avizinham. Chávez deverá assumir o novo mandato presidencial no dia 10 de janeiro. Se não lhe for possível, o país terá de ir a eleições no prazo de 30 dias.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.