Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ancara está a negociar fim do conflito armado entre curdos e turcos

Ancara está a negociar fim do conflito armado entre curdos e turcos
Tamanho do texto Aa Aa

É oficial. Ancara admite estar a negociar com o Abdullah Ocalan, líder do PKK, o fim do conflito armado entre curdos e turcos que dura há mais de 30 anos.

O dirigente independentista curdo foi detido em 1999 e condenado a prisão perpétua depois de abolida a pena de morte na Turquia.

O regime de isolamento em que vivia na ilha de İmrali parece ter chegado ao fim. Primeiro com a visita de dois deputados do principal partido pró-curdo Paz e Democracia e mais tarde do chefe dos serviços secretos.

Um analista considera que a visita do responsável da Agência de Inteligência turca, quer pela posição hierárquica na organização como pela proximidade ao primeiro-ministro, ilustra a seriedade com que as negociações estão a ser encaradas. O facto de o governo estar diretamente envolvido – adianta – dá também uma maior credibilidade às negociações.

A população apoia a mudança de tática do governo turco que decidiu passar ao diálogo.

Só no ano passado foram mortos mais de 1400 elementos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão.