Última hora
This content is not available in your region

Grécia aumenta carga fiscal

Grécia aumenta carga fiscal
Tamanho do texto Aa Aa

Este sábado amanheceu mais caro, para os gregos. Durante a madrugada, os deputados acabaram por aprovar um aumento de impostos que deverá permitir a Atenas encaixar 2,5 mil milhões de euros em 2013 e 2014.

O pacote de aumentos agora aprovado põe fim a certos benefícios e exceções fiscais, atinge os rendimentos da venda de ações e aumenta os impostos sobre as empresas e sobre os imóveis.

Mas para casais como Giorgia Katsoli e Nikos Bellos, ambos desempregados, um aumento de impostos é algo incomportável. “Comprar uma casa era o nosso sonho, para não pagarmos renda nem podermos ser expulsos pelo senhorio. E foi por isso que comprámos a casa. O resultado, agora, é que não podemos pagá-la”, lamenta-se Giorgia. E o marido corrobora: “Os impostos são pagos por quem tem dinheiro. Se eu arranjar um emprego na segunda-feira, pagarei impostos, sim, estarei sujeito a eles. Mas eu não tenho dinheiro, esperam que pague o quê?”

O imposto sobre os imóveis é ser cobrado na fatura da eletricidade, mas 700 mil gregos já não conseguem pagar a luz, pelo que a situação só pode agravar-se.

O novo pacote de impostos faz parte da cura de austeridade grega e visa garantir a próxima fatia de fundos, de 13,5 mil milhões de euros, prevista para março.