Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Síria: violência sexual obriga mulheres a abandonar o país

Síria: violência sexual obriga mulheres a abandonar o país
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O conflito na Síria já provocou mais de 60 mil mortos, mas é a violência sexual a principal razão invocada pela maioria dos refugiados para abandonar o país.

Pelo menos é o que revela o relatório do Comité de Ajuda Internacional sediado em Nova Iorque.

A organização humanitária falou com várias mulheres que afirmam ter sido violadas por homens armados, muitas em frente da própria família.

Desconhece-se, no entanto, se os ataques foram perpetrados por homens fiéis a Bashar Al-Assad ou por opositores ao regime.

O relatório refere, ainda, que mulheres e adolescentes estão a ser vítimas de sequestros, tortura e de homicídios.

Mais de 600 mil sírios procuraram refúgio nos países vizinhos desde o início do conflito, em março de 2011, mas a capacidade de resposta há muito que esgotou.

A Liga Árabe decidiu, entretanto, avaliar as necessidades do Iraque, Jordânia e Líbano.
As conclusões vão ser apresentadas na cimeira de doadores no final do mês no Kuwait.