A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

EUA: Nova Iorque impõe as mais duras restrições às armas de assalto

EUA: Nova Iorque impõe as mais duras restrições às armas de assalto
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pouco antes de Barack Obama apresentar os detalhes de um amplo plano para reduzir a violência relacionada com armas de fogo nos EUA, Nova Iorque está prestes a ser o primeiro Estado a endurecer fortemente a lei sobre o controlo da venda e posse de armas de assalto.

O Senado daquele Estado anunciou ter aprovado por uma margem de 43 votos contra 18, aquelas que são consideradas as mais duras medidas contra a posse de armas nos Estados Unidos, faltando agora a votação da Câmara baixa.

Andrew Cuomo, governador democrata de Nova Iorque, elogiou a votação do Senado.

Estas medidas surgem depois de 20 crianças e seis adultos terem sido mortos por um jovem com uma espingarda semiautomática, em Newtown.

O projeto de lei apoiado por Obama que visa proibir a venda, fabrico e importação de uma centena de modelos de armas de assalto, enfrenta a forte oposição da National Riffle Association, o poderoso lóbi da indústria de armas norte-americana.