A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Vizinhos do Mali preparam plano para o envio do contingente militar africano

Vizinhos do Mali preparam plano para o envio do contingente militar africano
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os chefes militares africanos reuniram-se esta terça-feira em Bamako, para aprovar o plano de destacamento de três mil militares para a zona de conflito no Mali.

O Plano é apoiado pelas Nações Unidas e liderado pelas forças africanas. Todos os países fronteiriços com o Mali estão implicados nesta operação particularmente importante para impedir a sedentarização dos grupos terroristas.

O Senegal, a Guiné, o Burkin Faso, o Benin, o Togo, o Gana, o Niger e mesmo a Nigéria vão contribuir com contingentes militares, para um dispositivo de 3300 soldados africanos.

Os países da África Ocidental temem que os insurgentes utilizem as montanhas do norte do Mali, um vasto território inospitaleiro, como base dos ataques em África e também no continente europeu.

A França, que desde a semana passada tem centenas de soldados no Mali, continua os ataques aéreos contra os rebeldes até à chegada da força africana, prevista para daqui a uma semana e promete reforçar o dispositivo.