Última hora
This content is not available in your region

Grupo islamita argelino faz 41 reféns estrangeiros

Grupo islamita argelino faz 41 reféns estrangeiros
Tamanho do texto Aa Aa

Dois estrangeiros foram mortos e 41 sequestrados esta quarta-feira num ataque a instalações geridas por empresas petrolíferas internacionais em Ain Amnas, no sul da Argélia.

O grupo islamita dirigido pelo argelino Moktar Belmoktar reivindicou o ataque. Entre os sequestrados contam-se norte-americanos, franceses, britânicos e japoneses.

“Tudo isto tem a ver, como devem compreender, com a ação que levamos a cabo – a França, os países africanos e todos que participam na chamada MISMA – que tem por objetivo permitir ao Mali recuperar o mais rápido possível a integridade territorial”, sublinhou o presidente François Hollande.

O líder da Al Qaeda no Magrebe Islâmico, Abdallah Al-Chingetti, afirmou também que a intervenção militar francesa punha em risco todos os franceses.

Segundo um porta-voz não identificado, os atacantes agiram em represália contra a a colaboração argelina na intervenção militar francesa no Mali. A Argélia abriu o seu espaço aéreo aos caças franceses que bombardearam grupos de islamitas que controlam há nove meses o norte daquele país.

Por seu lado fonte oficiais argelinas afirmaram que um grupo de terroristas atacou as instalações da Sonatrach em Tigantourine e sequestrou um número indeterminado de trabalhadores.


Agrandir le plan