A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tropas africanas chegam ao Mali para apoiar intervenção militar francesa

Tropas africanas chegam ao Mali para apoiar intervenção militar francesa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Tropas africanas começaram a chegar ao Mali para ajudar as forças locais e os militares franceses no combate aos rebeldes islâmicos que controlam o norte do país africano.

Apesar do consenso internacional em torno desta operação antiterrorista, a França é o único país não africano com militares no terreno. A chegada de soldados do Togo, Nigéria e Chade foi saudada pela França.

Um responsável do exército gaulês considerou que a chegada de reforços é “importante”, porque “mostra que a França não está sozinha” e demonstra o empenho da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental) e dos países africanos em “retirar o Mali” da situação que atravessa.

Os bombardeamentos e ações terrestres dos militares franceses e malianos já conseguiram travar o avanço dos rebeldes islâmicos, com ligações à Al-Qaeda, na região que divide o norte do sul do país.

As Nações Unidas aprovaram, em dezembro, o envio de uma força internacional para o Mali. Uma missão que está a ser antecipada pela intervenção francesa que têm atualmente 1400 militares no terreno e que prevê aumentar o contingente até 2500 soldados.