A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

David Cameron: Referendo em 2015 se ganhar as eleições

David Cameron: Referendo em 2015 se ganhar as eleições
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, fez esta manhã, um discurso sobre a estratégia do Reino Unido para a União Europeia, em que defendeu, entre outros aspetos, a renegociação das relações com Bruxelas.

Cameron declarou-se a favor de um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, mas só em 2015 e se os Conservadores ganharem as próximas eleições.

“Atualmente a desilusão pública com a União Europeia é a maior de sempre. Há várias razões para isso. As pessoas sentem que a União Europeia vai numa direção que nunca foi acordada por elas. Ficam magoadas com a interferência na nossa vida nacional através de regras e diretivas
desnecessárias. Perguntam-se para que serve tudo isso.

É por isso que sou a favor de um referendo. Acredito em enfrentar o assunto – moldá-lo, liderar o debate, e não em esperar que a uma situação difícil se desvaneça”, sublinhou Cameron.

David Cameron já reiterou várias vezes a renegociação dos termos de adesão à União Europeia, para repatriar poderes de Bruxelas para Londres, mas também apoia a permanência.
Quarenta por cento das exportações britânicas estão concentradas na Europa.