A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Google: Um ano em cheio

Google: Um ano em cheio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Google registou receitas anuais recorde e um aumento dos lucros. Pela primeira vez em 15 anos, o motor de busca encaixou 50 mil milhões de dólares no ano passado e os lucros ascendem a 10,7 mil milhões de dólares.

A empresa californiana registou um quarto trimestre muito forte. Nesse período, as receitas aumentaram 36% e os lucros subiram mais de dez.

Números que superam as previsões, devido ao forte desempenho da atividade principal, a internet, apesar da queda do preço por clic.