A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Diplomacia europeia não chega a acordo sobre embargo de armas à Síria

Diplomacia europeia não chega a acordo sobre embargo de armas à Síria
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os chefes da diplomacia europeia decidiram adiar um eventual levantamento do embargo de armas aos rebeldes sírios.

Na reunião dos ministros dos negócios estrangeiros que decorreu em Bruxelas dominaram sobretudo as dúvidas quanto ao resultado desta suspensão.
Num encontro em que se falou também da situação do Mali e das violações dos direitos humanos,
a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, explicou que, quanto à Síria, “ninguém falou em entregar armas hoje. O que vai ser esclarecido na próxima reunião é, em primeiro lugar, o que é permitido ou não neste embargo. Vai ser discutido aquilo que nos tem sido dito pelas pessoas na Síria e especialmente pelos grupos da oposição. Em terceiro lugar, saber em que sentido querem seguir os Estados-membros: acabar com o embargo ou apenas fazer-lhe alterações.”

O correspondente da euronews em Bruxelas, Andrei Beketov, lembra que “não existe acordo entre as propostas francesas e britânicas para a suspensão do embargo de armas aos rebeldes sírios. No próximo encontro, em Fevereiro, os ministros dos Negócios Estrangeiros vão voltar a discutir como pode se assegurar que as armas vão parar às mãos certas e não às mãos das forças do governo ou de terroristas.”