A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Enterro de Chokri Belaid marcado pela violência

Enterro de Chokri Belaid marcado pela violência
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Tunísia viveu hoje uma greve geral convocada por sindicatos e partidos, no dia em que foi a enterrar o líder da esquerda Chokri Belaid, cujo assassinato parece comprometer os esforços da revolução.

Belaid, anti-islamita e figura mediática desde a revolução de 2011, foi morto a tiro na quarta-feira.

A paralisação foi convocada pela União Geral Tunisina do Trabalho e por partidos políticos e milhares de pessoas responderam ao apelo.

O dia ficou no entanto marcado pela violência. Em torno do cemitério em Túnis, foram registados novos confrontos entre manifestantes e polícia, que lançou bombas de gás lacrimogéneo e chegou a disparar para o ar para dispersar um grupo de jovens.