Grupo especial já sambou

Grupo especial já sambou
Tamanho do texto Aa Aa

Um rio de cor e ritmo na cidade maravilhosa e no Brasil. A terceira jornada no sambódromo do Rio de Janeiro foi de grupo especial com a escola Inocentes de Belfort Roxo a abrirem as hostilidades que se prolongaram pela noite dentro.

Seguiram-se depois Salgueiro, Unidos da Tijuca, União da Ilha e a Mocidade a sambar nos 720 metros do recinto com mais de 70 mil espetadores.

Já com o sol quase a nascer, a competição do primeiro dia do grupo especial foi encerrada com a Portela.

Cada escola de samba empenha-se durante um ano inteiro e gasta entre 2 a 5 milhões de euros para conquistar o titulo de campeão do Carnaval, uma tradição com 150 anos no Brasil.