Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Protestos no Egito terminam em confrontos

Protestos no Egito terminam em confrontos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações desta sexta-feira no Egito terminaram em confrontos.

Centenas de manifestantes saíram, mais uma vez, à rua para exigir a demissão do chefe de Estado, mas acabaram por se envolver em confrontos com a polícia.

Um militante da oposição disse, entretanto, ter sido raptado e ameaçado por homens com ligações ao partido no poder. Um porta-voz da Irmandade Muçulmana já desmentiu qualquer envolvimento no caso.

As agressões contra críticos do governo aumentaram, substancialmente, nos últimos meses. Desde janeiro terão sido mortas 60 pessoas.

Contra a violência, mais concretamente, contra a desordem provocada pela contestação ao presidente Mohammed Morsi milhares de islamitas manifestaram-se, também, durante a tarde no Cairo. Uma iniciativa convocada por salafistas de regresso ao poder após a queda de Hosni Mubarak.