Última hora
This content is not available in your region

Alemanha quer travar imigração de leste

Alemanha quer travar imigração de leste
Tamanho do texto Aa Aa

Um maior controlo da imigração a nível europeu.
É o que defende o ministro do Interior da Alemanha para conter a entrada de búlgaros e romenos no país.

Os problemas de integração e os abusos a nível de benefícios sociais são dois dos principais problemas.

Para os imigrantes países como a Alemanha são uma oportunidade para recomeçar.

“Aqui temos trabalho, temos tudo. Eu ainda não consegui arranjar trabalho, mas estou à procura. Neste momento recebemos, apenas, um subsídio por causa das crianças” afirma Kaldar Cesar.

Só em 2011 deram entrada na Alemanha 150 mil búlgaros e romenos, números que continuam a aumentar. À medida que o tempo passa é cada vez mais difícil dar respostas às solicitações:

“Todos os meses temos entre 20 a 30 crianças que imigram da Roménia e da Bulgária. Estamos a utilizar os edifícios escolares existentes para as ajudar, mas já esgotamos a nossa capacidade. Se esta situação se mantiver não vamos conseguir acolher mais crianças” refere Franziska Giffey.

A Alemanha e a França tinham já proposto em 2012 a reposição das fronteiras para travar a imigração. Um desejo expresso numa carta conjunta enviada à presidência da União Europeia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.