Última hora
This content is not available in your region

Protestos na Arménia denunciam fraude eleitoral

Protestos na Arménia denunciam fraude eleitoral
Tamanho do texto Aa Aa

Acusações de fraude levam os apoiantes de Raffi Hovanessian à rua para protestar contra os resultados das eleições preliminares na Arménia.

O atual presidente Serge Sarkisian obteve quase 59 por cento dos votos, o que o poupou a uma segunda volta, no escrutínio da passada terça-feira, mas Hovanessian, arménio nascido nos Estados Unidos, que obteve 37 por cento dos votos, protesta contra os resultados.

“A Arménia merece o estado de Direito, a Democracia, a aplicação do Direito Constitucional a todos, a começar pelo presidente, o povo arménio tem de juntar-se e reclamar o seu destino, a sua soberania, os nossos interesses nacionais e o nosso futuro enquanto cidadãos da Arménia”, afirmou Hovanessian.

O candidato, que se declara o genuino vencedor das eleições, foi primeiro ministro arménio dos Negócios Estrangeiros depois do colapso, em 1991, da União Soviética. O protesto, pacífico, juntou entre duas e três mil pessoas.