Última hora
This content is not available in your region

2013 será mais um ano de recessão na zona euro

2013 será mais um ano de recessão na zona euro
Tamanho do texto Aa Aa

A economia da zona euro só deverá crescer em 2014. As previsões são da Comissão Europeia, que agravou as perspetivas económicas, devido à contração na concessão de crédito e os números recorde do desemprego.

No final de 2012 a zona euro caiu em recessão, a segunda em quatro anos, e a situação deverá prolongar-se mais um ano do que o previsto.

Olli Rehn, comissário europeu para os Assuntos Económicos e Monetários, evoca: “O ajustamento em curso das economias europeias vai continuar a pesar sobre o crescimento a curto prazo. A atual situação pode ser resumida assim: no final do ano passado tivemos dados muito dececionantes, houve indicações de ligeiras melhorias recentemente e a confiança dos investidores deverá crescer no futuro”.

Segundo Bruxelas, a zona euro deverá contrair 0,3% este ano e o desemprego bater um novo recorde nos 12,2%. A situação deverá melhorar no próximo ano. O desemprego poderá começar a descer, graças a um crescimento estimado de 1,4%.

Para a Comissão Europeia, a grande preocupação é o mercado do trabalho. Este ano, estima-se que haja mais de 19 milhões de pessoas sem trabalho, depois dos efeitos da crise do euro e da crise financeira de 2008 se terem revelado maiores do que previsto.

As previsões europeias revelam-se assim mais pessimistas do que as do Fundo Monetário Internacional.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.