Última hora
This content is not available in your region

Protestos bloqueiam venda de mural roubado do artista Banksy

Protestos bloqueiam venda de mural roubado do artista Banksy
Tamanho do texto Aa Aa

A revolta dos habitantes do bairro de Wood Green, no norte de Londres, conseguiu bloquear a venda, num leilão, de um mural do misterioso artista Banksy.

A obra, roubada na semana passada, tinha surgido nos últimos dias num catálogo de uma leiloeira de Miami, com um valor de licitação de entre 300 e 500 mil euros.

Uma situação inaceitável para os habitantes que protestaram este sábado frente a uma parede vazia.

“Para nós, assim como para muita gente deste bairro, não se trata de um mero graffiti mas de uma obra de arte urbana. E esta situação levanta muitas questões sobre quem é o responsável e quem é o proprietário deste tipo de obras. Penso que os donos desta obra são todos os residentes do bairro e é por isso que estamos todos, aqui e hoje, a protestar”.

A obra foi entretanto retirada, esta noite, e à última hora, do leilão em Miami. O desaparecimento da pintura, intitulada “trabalho escravo” tinha criado uma vaga de revolta nas redes sociais.

Em setembro passado, um inglês tinha sido condenado a nove anos de prisão pelo roubo de outra obra do artista da fachada de um hotel de Londres.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.