Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Itália volta hoje a tentar eleger presidentes do Parlamento e do Senado

Itália volta hoje a tentar eleger presidentes do Parlamento e do Senado
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os novos eleitos italianos vão, hoje, voltar a tentar eleger os presidentes do Parlamento e do Senado, depois de votações inconclusivas esta sexta-feira. O cenário de um regresso às urnas continua a ganhar força, dado o impasse político resultante das eleições do final do mês passado.

A coligação de centro-esquerda, que conseguiu a maioria no Parlamento mas não no Senado, recusa qualquer acordo com Berlusconi e a nova força política, dirigida por Beppe Grillo não está disposta a formar uma aliança com Bersani.

Como explicou um eleito do Partido Democrático, “cada um está a fazer o seu jogo”. O deputado da maioria parlamentar considera que “mais do que um impasse, estamos a assistir ao normal diálogo político em torno da eleição dos presidentes” das duas câmaras.

Adverso à convocação de novas eleições, o presidente Giorgio Napolitano terá de aguardar pela eleição dos líderes do Parlamento e do Senado para iniciar formalmente as consultas com os partidos para a formação de um novo governo.

Para já, continuamos a ter o Movimento 5 estrelas contra todos. Beppe Grillo fez uma proposta que complicou qualquer negociação: apresentou candidatos do movimento para a direção do Parlamento e do Senado. Isso significa um impasse constitucional, a pior maneira de começar uma legislatura.