Última hora

Itália volta hoje a tentar eleger presidentes do Parlamento e do Senado

Itália volta hoje a tentar eleger presidentes do Parlamento e do Senado
Tamanho do texto Aa Aa

Os novos eleitos italianos vão, hoje, voltar a tentar eleger os presidentes do Parlamento e do Senado, depois de votações inconclusivas esta sexta-feira. O cenário de um regresso às urnas continua a ganhar força, dado o impasse político resultante das eleições do final do mês passado.

A coligação de centro-esquerda, que conseguiu a maioria no Parlamento mas não no Senado, recusa qualquer acordo com Berlusconi e a nova força política, dirigida por Beppe Grillo não está disposta a formar uma aliança com Bersani.

Como explicou um eleito do Partido Democrático, “cada um está a fazer o seu jogo”. O deputado da maioria parlamentar considera que “mais do que um impasse, estamos a assistir ao normal diálogo político em torno da eleição dos presidentes” das duas câmaras.

Adverso à convocação de novas eleições, o presidente Giorgio Napolitano terá de aguardar pela eleição dos líderes do Parlamento e do Senado para iniciar formalmente as consultas com os partidos para a formação de um novo governo.

Para já, continuamos a ter o Movimento 5 estrelas contra todos. Beppe Grillo fez uma proposta que complicou qualquer negociação: apresentou candidatos do movimento para a direção do Parlamento e do Senado. Isso significa um impasse constitucional, a pior maneira de começar uma legislatura.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.