Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Odinga contesta resultados

Odinga contesta resultados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Coligaçao política do Quénia para a Reforma e Democracia apresentou uma petição ao Supremo Tribunal que sejam declaradas inválidasas eleições realizadas no país em 4 de março.

O grupo político acusou a Comissão Eleitoral Independente do Quénia de não fazer uma contagem correcta dos votos, e assinala que muitos dos documentos que mostravam os resultados não foram assinados por funcionários da organização.

O atual primeiro-ministro Raila Odinga, o candidato presidencial da formação o CABO Quénia, conquistou 43,3% dos votos na eleição presidencial, mais de seis pontos abaixo de seu rival político, Uhuru Kenyatta.

Odinga rejeitou os resultados logo após a sua publicação.