A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Chipre vira-se para a Rússia

Chipre vira-se para a Rússia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Perante a pressão europeia, o Chipre pede ajuda à Rússia. O ministro das Finanças cipriota, Michael Sarris, deslocou-se até Moscovo para solicitar um alargamento de cinco anos no prazo de um empréstimo de 2,5 mil milhões de euros que deverá terminar em 2016. Os pedidos não ficam por aqui: Sarris pede ainda uma redução de 4,5% na taxa aplicada sobre o mesmo empréstimo.

Ao que tudo indica, as conversações entre Michael Sarris, que viu o seu pedido de demissão rejeitado pelo presidente Nicos Anastasiades, e o homólogo russo, Anton Siluanov, ainda não chegaram a qualquer conclusão. Mas a missão cipriota garante que vai continuar a procurar soluções junto de um país que detém avultados investimentos e depósitos bancários na ilha mediterrânica.