Última hora
This content is not available in your region

BRICS criam banco de desenvolvimento

BRICS criam banco de desenvolvimento
Tamanho do texto Aa Aa

Em nome da estabilidade financeira, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, os cinco países do BRICS, decidiram criar um banco destinado a financiar infraestruturas e a promover o crescimento sustentável de países emergentes ou em vias de desenvolvimento.

O acordo foi alcançado à margem da segunda e última jornada da cimeira que reuniu em Durban os chefes de Estado e de Governo destes países.

A mesma cimeira onde a China e o Brasil assinaram um memorando de cooperação financeira e um acordo para a troca de divisas.

“A ideia é criar uma almofada para o financiamento do comércio bilateral, mesmo perante condições financeiras mais adversas do que aquelas que preocupam os mercados financeiros”, explicou Alexandre Tombini, o governador do Banco Central do Brasil.

Com um volume de exportações de 32 mil milhões de euros e mais de 26 mil milhões respetivamente, o pacto protegerá as trocas comerciais entre Brasil e China das flutuações do dólar e da turbulência financeira internacional.

O acordo de troca de divisas na moeda local, assinado entre o presidente do Banco Popular da China e o presidente do Banco Central do Brasil tem um valor de 30 mil milhões de dólares e é válido por três anos.