Última hora
This content is not available in your region

Internautas de todo o mundo ressentem-se do "maior ciberataque de sempre"

Internautas de todo o mundo ressentem-se do "maior ciberataque de sempre"
Tamanho do texto Aa Aa

O braço de ferro entre dois provedores de serviços de Internet gerou, nos últimos dias, aquele que é considerado um dos maiores ciberataques de sempre, senão mesmo o maior.

A Spamhaus, um grupo sediado em Londres e Genebra, tem como atividade impedir que o spam, ou lixo eletrónico, chegue a determinados servidores. Para isso, lança regularmente uma lista negra. Recentemente, incluiu nessa lista a Cyberbunker, uma empresa holandesa que aloja diversos sites instalada, precisamente, numa antiga estrutura da NATO. A retaliação foi demolidora: a Cyberbunker organizou um ataque maciço conhecido como “recusa de serviço”, inundando a Spamhaus com tráfego de dados para a tornar inacessível. As consequências são globais, sendo que vários serviços de Internet, sobretudo de correio eletrónico, têm estado bastante mais lentos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.