A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Musharraf tem três semanas de liberdade sob caução

Musharraf tem três semanas de liberdade sob caução
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pervez Musharraf tem 21 dias de liberdade sob fiança. O antigo presidente do Paquistão, que regressou domingo, ao país, após quatro anos de exílio voluntário, foi esta sexta-feira a tribunal, negociar as fianças.

Musharraf está implicado em dois casos de assassinato – de Benazir Buttho e de um chefe independentista da província do Balutchistão – e do despedimento ilegal de juízes.

À chegada ao tribunal, o general na reserva foi acolhido com insultos e mesmo com um sapato, atirado, contudo, com pouca pontaria.

Muhammad Siddique Mirza, advogado de Pervez Musharraf, explica que o tribunal concedeu “um total de 21 dias de liberdade sob caução para que o ex-presidente possa preparar um requerimento de fiança permanente, aos tribunais, onde os casos estão a ser julgados.”

Musharraf regressou para se candidatar às eleições presidenciais de maio próximo. Ele, que liderou o país desde o golpe de Estado que perpetrou, em 1999, até à sua demissão, em 2008, mais de um ano depois do assassinato da ex-primeira-ministra, Benazir Bhutto.