Última hora

Justiça da Arábia Saudita condena homem a ficar paraplégico

Justiça da Arábia Saudita condena homem a ficar paraplégico
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça da Arábia Saudita condenou um homem a ficar paralisado senão pagar uma indemnização de 270 mil dólares por um crime que cometeu há uma década e depois de já ter cumprido uma pena de prisão de dez anos.

A lei de Talião foi aplicada a Ali al-Khawahir, de 24 anos, na vila de al-Ahsa no leste do país depois de em 2003 do jovem ter apunhalado um amigo nas costas deixando-o paraplégico. Tinha 14 anos na altura.

A Amnistia Internacional considerou a pena uma forma de tortura e instou Riade a reformar o código penal de forma a respeitar as obrigações legais internacionais assinadas pelo país, nomeadamente a Convenção contra a Tortura da ONU.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.