A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ataque armado vitima soldados da ONU

Ataque armado vitima soldados da ONU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um ataque levado a cabo por desconhecidos provocou a morte a pelo menos 5 soldados da ONU e a 7 civis numa região do Sudão do Sul onde o governo pensa existir petróleo.

Os capacetes azuis eram indianos e escoltavam uma coluna da ONU, 32 pessoas no total, quando foram atacados perto da localidade de Gumuruk, em Jonglei, uma região remota frequentada por contrabandistas e palco de violência tribal e combates entre as forças do governo e rebeldes.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon condenou o ataque.

No mês passado, o exército do país lançou uma ofensiva contra os rebeldes Yau Yau na mesma região onde governo e a francesa Total procuram por petróleo. Os Yau Yau dizem estar em luta por causa de atrocidades no processo de desarmamento, confirmadas por grupos dos direitos humanos mas negadas pelas forças armadas.

Desde a independência em relação ao Sudão, o Sudão do Sul tem batalhado para ganhar controlo efetivo de algumas regiões do país.