Última hora
This content is not available in your region

Polémica venda de máscaras "sagradas" em Paris

Polémica venda de máscaras "sagradas" em Paris
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos protestos e da polémica, um tribunal de Paris decidiu aprovar o leilão de máscaras antigas reverenciadas como sagradas por uma tribo nativa americana.

Simpatizantes da tribo Hopi do nordeste do Arizona, incluindo o ator Robert Redford tinham incitado a casa de leilões de Paris de suspender a venda devido à importância das máscaras oara a cultura e religião da tribo Hopi.

“O tribunal decidiu deixar a venda continuar porque essas máscaras, sagradas para os Hopi, não são corpos, ne partes vivas, e só neste sentido podiam ser protegidas, ideia com a qual eu discordo”, disse Pierre Servan-Schreiber, advogado da tribo Hopi.

Defensores jurídicos dos Hopi tinham já tentado processar a casa de leilões Drouot Richelieu, em Paris, mas em vão.

“ Esses objetos são verdadeiramente sagrados desde apenas há um ano, porque desde há vinte que estas máscaras se vendem em Nova Iorque e são propriedade da coleção de Andy Warhol, e nunca houve muito barulho.”

A casa de leilões fica no entanto sujeita a fornecer informações sobre a história da tripo Hopi e sobre os objetos, aos potenciais compradores.