Última hora
This content is not available in your region

"O Pequeno Príncipe" tem 70 anos

"O Pequeno Príncipe" tem 70 anos
Tamanho do texto Aa Aa

“O Pequeno Príncipe” pode estar a ficar mais velho, mas o seu idealismo juvenil continua fresco. Publicada pela primeira vez em 1943, a obra popular de Antoine de Saint-Exupéry prepara-se para celebrar 70 anos. Para marcar a ocasião, os aficionados deste poeta pioneiro podem ver o manuscrito original, numa exposição em Paris, com os esboços em aguarela de Saint-Exupéry.

Olivier d’Agay, diretor da Organização Antoine de Saint-Exupery-d’Agay: “Encontramo-nos dentro de um tesouro. Estamos num cofre, entramos, e aqui está o tesouro. Este tesouro é a alma de “O Pequeno Príncipe”. Da expressão evocada através de desenhos, não apenas os desenhos do livro, mas também aqueles feitos antes e depois do livro. Saint-Exupéry sempre esboçou este pequeno príncipe como uma expressão de si mesmo, uma representação de si mesmo, uma extensão”.

Baseando-se na sua experiência como aviador, na Segunda Guerra Mundial, o conto de Saint-Exupéry é sobre um piloto que, perdido no deserto, encontra um jovem príncipe, que também caiu dos céus.
O livro continua a vender mais de um milhão de cópias por ano.

Nicolas Delsalle, secretário geral da Fundação Antoine de Saint-Exupery para a juventude: “O Pequeno Príncipe é o livro mais traduzido no mundo e existem várias versões em braille, mas os desenhos nunca tinham sido feitos a três dimensões. Portanto, é uma técnica de edição em braille, que transcreve o desenho, para o tornar legível aos leitores cegos, através do toque.”

Antoine de Saint-Exupéry morreu depois do seu avião ter sido abatido no Mediterrâneo, em 1944. Deixou para trás outros romances, mas será sempre lembrado pelo seu pequeno príncipe.