A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Coreia do Norte impõe condições para retomar conversações

Coreia do Norte impõe condições para retomar conversações
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pyongyang impõe condições para retomar o diálogo com Seul e Washington: a suspensão das manobras militares conjuntas da Coreia do Sul e dos Estados Unidos e o fim das sanções das Nações Unidas. Requisitos rígidos que já foram rejeitados pela Coreia do Sul, que as considerou incompreensíveis e absurdas.

A Casa Branca pediu à Coreia do Norte para provar a sua seriedade no que respeita às suas obrigações e ao seus compromissos no domínio do nuclear.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, pediu, no passado fim de semana, a Pyongyang que abandone a campanha de hostilidades e se sente à mesa das negociações.

A China disse, esta quinta-feira que o diálogo é a única maneira de aliviar a tensão na península coreana.

O ministro da Unificação da Coreia do Sul lamentou que a Coreia do Norte tenha recusado o pedido de vários empresários para visitar a zona industrial de Kaesong.