A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Delegação do Parlamento Europeu exige libertação de presos políticos palestinianos

Delegação do Parlamento Europeu exige libertação de presos políticos palestinianos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

De visita à Cisjordânia, a delegação do Parlamento Europeu para as relações com o Conselho Legislativo Palestiniano juntou-se às vozes que pedem a libertação dos presos políticos detidos em prisões israelitas.

A exigência foi feita em Ramallah, durante a conferência “Liberdade e Dignidade”, centrada na situação e papel político dos mais de 4800 palestinianos detidos em Israel, entre os quais Marwan Barghouti, um dos líderes históricos da Fatah.

A esposa de Barghouti diz que “em onze anos, assistimos a uma mudança significativa no que diz respeito à posição europeia, ao nível do Parlamento Europeu e dos parlamentos nacionais nos países europeus, bem como ao nível das instituições da sociedade civil e das instituições europeias de defesa dos Direitos Humanos. É uma mudança positiva”.

A conferência de Ramallah serviu também para assinalar os onze anos de cativeiro de Marwan Barghouti, considerado como um herói pela maioria dos palestinianos e como um terrorista pelo estado hebraico.

O correspondente da euronews, Mohammed Shaikhibrahim, diz que “estão em curso esforços locais, acompanhados por uma campanha internacional, para libertar os presos palestinianos, aplicando os acordos internacionais e, em primeiro lugar, a convenção de Genebra. Um objetivo é relançar o processo de paz israelo-palestiniano, já que a questão dos presos é um dos problemas não resolvidos entre ambas as partes”.