Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Confrontos em Jerusalém

Confrontos em Jerusalém
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que Israel comemorou o Dia de Jerusalém, registaram-se confrontos entre a polícia israelita e palestinianos nas nas Portas de Damasco, uma das vias de acesso à parte da cidade onde se situa a mesquita de Al-Aqsa.

O Mufti de Jerusalém foi libertado após seis horas de interrogatório.

A polícia israelita tinha detido Mohamed Hussein, Mufti de Jerusalém, por suposto envolvimento nos distúrbios na mesquita de Al-Aqsa em que jovens judeus terão sido agredidos por palestinianos no monte do Templo, terça-feira.

A detenção do Mufti coincidiu com o Dia de Jerusalém em que é celebrado o aniversário da conquista israelita de Jerusalém Oriental durante a guerra dos Seis Dias, em junho de 1967.

Israel considera Jerusalém como capital unificada e indivisível, mas a comunidade internacional não reconhece a anexação da parte oriental que os palestinianos querem transformar em capital do seu futuro Estado.