Última hora
This content is not available in your region

Síria ameaça retaliar "de imediato" um novo ataque israelita

Síria ameaça retaliar "de imediato" um novo ataque israelita
Tamanho do texto Aa Aa

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros sírio afirmou que o país está pronto a retaliar, caso Israel volte a atacar o território.

As declarações de Fayçal Moqdad surgem depois de Damasco ter saudado o acordo entre Washington e Rússia para realizar uma nova conferência internacional sobre a situação no terreno.

Moqdad reafirmou que o país está pronto a receber os inspetores da ONU que deverão investigar a utilização de armas químicas no conflito, mas apenas na localidade de Khan al-Assal.

A missão encontra-se suspensa depois de Damasco ter recusado o acesso dos inspetores a outras localidades.

O novo entendimento entre Washington e Moscovo relança assim a possibilidade de sentar à mesma mesa oposição e regime depois de dois anos de conflito.

Uma possibilidade remota para os analistas, mas que levou o negociador da ONU para a Síria, Lakhdar Brahimi a voltar atrás na decisão de demitir-se no cargo, depois de meses de divisões no Conselho de Segurança.