Última hora
This content is not available in your region

Protestos contra a "troika" em Espanha e Portugal

Protestos contra a "troika" em Espanha e Portugal
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de espanhóis desfilaram pelas ruas de Madrid, Barcelona e de outras cidades contra a “troika” composta pela Comissão Europeia, pelo Banco Central Europeu e pelo Fundo Monetário Internacional.

Em frente à sede do executivo europeu, em Madrid, foi lido um manifesto contra as políticas de austeridade, responsabilizadas pelo desemprego e pela pobreza de milhares de pessoas na Europa.

Uma desempregada diz que Espanha “tem a mais elevada taxa de desemprego da Europa e o governo não faz nada. Antes pelo contrário, a sua política laboral facilita os despedimentos, em vez de encorajar a criação de emprego”.

Portugal também aderiu à jornada de protesto contra as políticas de austeridade, que teve eco em 18 países europeus.

Em Lisboa, milhares de pessoas exigiam a demissão do governo e a saída da “troika” do país.

O protesto na capital portuguesa passou nomeadamente em frente à representação do FMI, fechada e rodeada por um dispositivo policial.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.