Última hora
This content is not available in your region

Tunísia/FEMEN: Juiz adia julgamento para 12 de junho no primeiro dia de audiência

Tunísia/FEMEN: Juiz adia julgamento para 12 de junho no primeiro dia de audiência
Tamanho do texto Aa Aa

É o processo mais mediático na Tunísia e pouco depois de ter começado foi adiado para o dia 12 de junho. O julgamento das três ativistas europeias do grupo feminista FEMEN, que protestaram com os seios nus na semana passada na capital tunisina, teve início em Tunes. Ao final da manhã, o juiz Karim Chebbi interrompeu a audiência e anunciou o adiamento do julgamento devido ao pedido das associações islamitas para serem constituídas assistentes no processo.

Junto à entrada do tribunal uma tunisina defendia que “estamos num país árabe e muçulmano. Temos os nossos costumes e tradições. Elas ofenderam a moral e os valores tunisinos.”

As três acusadas, de nacionalidades francesa e alemã, entraram na sala de audiência durante a manhã vestidas com o tradicional Safsari, que cobre por inteiro o corpo da mulher. As ativistas incorrem numa pena de prisão efetiva.

Yvan Terrel, um dos advogados das rés, disse ter visto “os seus rostos muito rapidamente. Espero que sejam fortes psicologicamente e que tenham coragem suficiente para aguentar esta situação.”

Na véspera do início do julgamento, as autoridades tunisinas expulsaram duas ativistas das FEMEN de nacionalidades ucraniana e bielorrussa. De acordo com o Ministério do Interior as duas representantes do grupo feminista preparavam-se para protestar com os seios nus à frente do tribunal de Tunes.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.