A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Turquia aguarda regresso de Recep Tayyip Erdogan

Turquia aguarda regresso de Recep Tayyip Erdogan
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os manifestantes turcos assentaram arraiais na praça Taksim, em Istambul. De guitarra na mão, esperam o regresso de Recep Tayyip Erdogan, ao país, previsto para esta quinta-feira.

O contestado primeiro-ministro turco manteve a viagem pelo Magrebe, apesar da onda de protestos que invade o país. Começou por Marrocos, na segunda-feira, passou pela Argélia e regressa esta quinta-feira da Tunísia.

Os manifestantes exigem a demissão do primeiro-ministro, que esperam ver julgado por uso de força policial excessiva.

Após seis dias de contestação, não se desmobilizam nem desmoralizam, como se depreende das palavras de um jovem manifestante: “Estamos na expectativa. Toda a gente está na expectativa. Toda a gente espera algo positivo. Mas não sabemos. Se calhar, os polícias chegam aqui e começam a guerra, com gás ou com canhões de água… Nunca se sabe… Estamos na expectativa mas temos esperança em algo positivo.”

Durante a noite, em Ancara, a situação manteve-se tensa. Pelo menos, 10.000 pessoas marcharam pelas ruas da capital, gritando ‘slogans’ de apelo à demissão de Recep Tayyip Erdogan, que acusam de “ditador”.