A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mineiros sul-africanos em greve a vários metros de profundidade

Mineiros sul-africanos em greve a vários metros de profundidade
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Há uma nova greve numa mina de platina na África do Sul. Cerca de 4000 trabalhadores paralisaram, esta sexta-feira, no norte do país, em sinal de protesto contra a suspensão de cinco representantes sindicais.

Um protesto a vários metros de profundidade e sem data para terminar. A paralisação está a inquietar o governo sul-africano. Na memória está, ainda, bem presente o massacre na mina de Marikana, no noroeste do país, em 2012. Na altura, a polícia abateu a tiro mais de três dezenas de trabalhadores.

O preço da platina nos mercados mundiais disparou e a capacidade dos líderes políticos foi posta em causa. Uma situação que o governo sul-africano quer, agora evitar.