Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Pellegrini no Manchester City e Schuster no Málaga

Pellegrini no Manchester City e Schuster no Málaga
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Manuel Pellegrini troca o Málaga pelo Manchester City e abre espaço no clube espanhol para Bernd Schuster. O chileno, de 59 anos, foi confirmado de forma oficial pelo vice-campeão inglês pouco depois de os andaluzes terem anunciado a contratação do alemão, de 53.

Pellegrini sucede ao italiano Roberto Mancini, que depois de ter conduzido a milionária equipa dos citizens ao título inglês há um ano, não conseguiu defender o ceptro e terminou a presente temporada na segunda posição da Premier League atrás do rival Manchester United.

O chileno, por sua vez, conduziu o Málaga aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, deixando pelo caminho, por exemplo, o campeão português, o FC Porto. Na Liga espanhola, Pellegrini terminou na sexta posição, lugar que deveria apurar o clube andaluz para a próxima edição da Liga Europa. Uma suspensão da UEFA, já confirmada pelo Tribunal Arbitral do Desporto, impede, contudo, o Málaga de competir nas provas europeias da próxima temporada por não ter respeitado dentro dos prazos previstos as regras do fair play financeiro imposto pelo organismo europeu.

A suspensão europeia do Málaga não parece, porém, preocupar Bernd Schuster. Horas antes do anúncio da contratação de Pellegrini pelo Manchester City, o clube andaluz já havia confirmado a entrada do treinador alemão para a vaga deixada em aberto pelo chileno.

Bernd Schuster estava sem clube desde que foi dispensado em 2011 pelo Besiktas, onde orientou Simão, Quaresma e Hugo Almeida. Antes, o alemão tinha sido também dispensado do Real Madrid, a meio da segunda temporada no clube onde havia sido campeão em 2007/08 e no qual a primeira contratação oficializada foi a do internacional português Pepe. A ligação de maior sucesso na carreira de Schuster foi a que manteve com o Getafe (2005-2007), com o qual chegou à final da Taça do Rei em 2006/07 – perdida para o Sevilha.

O regresso do alemão à Liga espanhola é carimbado com a assinatura de um pouco usual contrato de 5 anos com o Málaga, onde, depois do Besiktas, volta a encontrar, à partida, um novo trio de internacionais portugueses: Duda, Eliseu e Antunes.