A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Encerramento de televisão pública pode provocar queda do governo grego

Encerramento de televisão pública pode provocar queda do governo grego
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia à espera de uma decisão judicial e das conclusões de uma reunião entre os três partidos da coligação no poder.

O Supremo Tribunal Administrativo deverá tomar posição sobre o inesperado encerramento da empresa pública de rádio e televisão grega (ERT) decidida sem aviso prévio na passada semana pelo executivo de Antonis Samaras

O primeiro-ministro, da conservadora Nova Democracia, reune hoje com os dois parceiros de coligação (Pasok e Esquerda Democrática), que se opuseram publicamente à drástica medida de extinção do serviço actual de rediodifusão.

A medida abriu uma brecha na aliança governativa que pode acabar numa crise política e eleições antecipadas como refere esta segunda feria a maioria da impresan grega.

A Nova Democracia tem aparecido à frente nas intenções de voto e, caso a Grécia fosse atirada para eleições antecipadas, o Pasok e a Esquerda Democrática manter-se-iam no lugar que ocupam desde última ida às urnas.

À espreita continua o Syriza, principal partido da Oposição que, também para hoje, tem agendada uma grande manifestação na principal praça de Atenas mas que as sondagens mantém ainda longe do poder.