Última hora
This content is not available in your region

Assad: "a Europa vai pagar um preço caro se fornecer armas aos rebeldes sírios"

Assad: "a Europa vai pagar um preço caro se fornecer armas aos rebeldes sírios"
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Síria deixa um aviso: “a Europa vai pagar um preço caro se fornecer armas aos rebeldes sírios”. A declaração foi proferida numa entrevista de Bashar al-Assad ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung. O chefe de Estado garante que a consequência do apoio bélico aos rebeldes será a exportação direta do terrorismo para a Europa” e sublinha que os terroristas vão ter uma importante experiencia de combate, devido à guerra, e uma ideologia extremista.

Assad sublinhou que a Europa tem todo o interesse em cooperar com o Estado Sírio, incluindo por motivos económicos.

Os Estados Unidos declararam a intenção de fornecer armas aos rebeldes devido ao alegado uso de armas químicas, e o caminho está aberto para algumas nações europeias fazerem o mesmo.

Sobre as referidas armas químicas, Bashar al-Assad, diz que se Londres, Paris e Washington tivessem provas, já as teriam apresentado ao mundo.

Entretanto, os combates prosseguem. Em dois anos de conflito fratricida, já morreram quase 100 mil pessoas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.