A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

França e Espanha iniciam ofensiva europeia contra a Google

França e Espanha iniciam ofensiva europeia contra a Google
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades francesas deram três meses à Google para pôr as políticas de privacidade em conformidade com as leis do país, ameaçando com uma multa de 150 mil euros. A Espanha seguiu o exemplo, anunciando ter detetado cinco irregularidades graves na forma como o gigante da internet recolhe e armazena os dados dos utilizadores, passíveis de multas entre 40 e 300 mil euros.

A presidente da comissão francesa de Informática e Liberdades explica que “a nível europeu, pode constituir uma questão financeira, porque outras Agências de Proteção de Dados têm a possibilidade de apresentar multas mais elevadas”. Isabelle Falque-Pierrotin diz que vai “aumentar a pressão sobre a Google para uma maior transparência e para responder às exigências de confiança dos utilizadores. E aumenta a necessidade de cooperação a nível europeu”.

Holanda, Alemanha, Itália e Reino Unido poderão seguir em breve o exemplo, deixando o gigante da informática face à perspetiva de milhões de euros em multas. As 27 autoridades europeias de proteção de dados investigam desde o ano passado a nova política de confidencialidade da Google, que fusionou as regras de utilização de seis dezenas de serviços em Março de 2012 sem consultar os utilizadores.